PPR: o que é, benefícios fiscais e vantagens

Um Plano Poupança Reforma (PPR) é um produto financeiro que visa rentabilizar o seu dinheiro a longo prazo e com condições mais vantajosas do que outros produtos de poupança atualmente disponíveis no mercado. Investir num PPR é investir num complemento de reforma, com a vantagem de ter enormes benefícios fiscais.

Benefícios fiscais dos PPR em sede de IRS

Na subscrição

Em termos globais, e consoante a idade de quem subscreve um PPR, a poupança fiscal pode traduzir-se num montante de até 400€ por ano.

Aliás, declarar entregas suplementares do PPR no IRS dá direito a um benefício fiscal de 20% do valor investido. O montante máximo da dedução é que varia em função da idade:

  • Menos de 35 anos pode deduzir até 400€, desde que aplique 2000€ no PPR, nesse ano;
  • Entre 35 e 50 anos, o limite máximo admitido é 350€, desde que aplique 1750€;
  • A partir dos 50 anos, pode deduzir até 300€, desde que aplique 1500€.

Assim sendo, quanto mais cedo investir num PPR, melhor será o investimento - não só para usufruir do montante máximo de dedução no IRS, mas também porque, quanto mais cedo começar, maior será a poupança a longo prazo e, por conseguinte, mais tranquila será a sua reforma.

No resgate

No que toca ao enquadramento fiscal dos PPR, a tributação mais favorável no resgate talvez seja uma das principais vantagens do PPR. Isto porque a taxa de IRS pode ser reduzida consoante o modo como é feito o resgate.

Por exemplo, se decidir levantar a totalidade do capital, pagará uma taxa de apenas 8% sobre o rendimento obtido, em vez do imposto de 28% aplicado à generalidade dos produtos de poupança. Porém, para usufruir desta taxa reduzida, terá de fazer o resgate nos seguintes termos:

  • 5 anos após a subscrição;
  • Se o titular tiver 60 anos ou mais;
  • Em caso de reforma por velhice;
  • Independentemente da idade, se o dinheiro for usado para pagar as prestações do crédito à habitação, mas não para amortizá-lo antecipadamente.

Fatores a considerar antes de escolher um PPR

Antes de subscrever um PPR convém analisar devidamente as condições associadas ao produto, nomeadamente em que condições poderá proceder ao resgate. Compare termos de tributação, as comissões a que estão sujeitos, o perfil de risco, os encargos gerais com o resgate.

Por exemplo, no Banco CTT, o resgate do PPR não tem quaisquer encargos para investimentos superiores a 6 meses, fator que, no momento do reembolso, contribui para aumentar significativamente a rentabilidade do PPR. Estar a par destes pequenos detalhes pode poupar-lhe muito dinheiro.

O Plano Poupança Reforma do Banco CTT

O Plano Poupança Reforma do Banco CTT é uma solução destinada a um perfil de risco conservador, que privilegia a estabilidade do valor do seu investimento, procurando investimentos que não tenham grandes flutuações no seu valor, designadamente no médio-longo prazo. Está disposto a realizar investimentos com risco limitado, aceitando que o seu investimento tenha uma perspetiva de rentabilidade mais reduzida e o seu valor tenha algumas flutuações no curto-prazo.

As principais características do Plano Poupança Reforma Banco CTT são as seguintes:

  • Retorno líquido esperado de 2,55% a 1 ano (com base no Cenário de Desempenho Moderado);
  • Sem garantia de capital ou de rendimento;
  • Sem encargos de resgate de PPR para investimentos superiores a 6 meses;
  • Comissão de gestão anual de 1,2% deduzida diariamente ao património do PPR;
  • Entregas programadas: pode subscrever o PPR Mais a partir de 50€ por mês
  • Flexibilidade nas entregas: pode reforçar a sua participação no Plano Poupança Reforma com entregas únicas e suplementares a partir de 250€
  • Benefícios fiscais no ano da subscrição e nas entregas suplementares, com condições favoráveis na tributação de rendimentos.

Dado que as taxas de retorno da maioria dos produtos bancários são, atualmente, muito reduzidas, as famílias têm procurado outras alternativas para rentabilizarem as suas poupanças, nomeadamente, através dos Planos Poupança Reforma. Por isso, se quer rentabilizar mais o seu dinheiro, venha ao seu Banco de confiança e fale connosco.