Como ter Acesso ao Crédito Habitação

Um crédito habitação é um empréstimo para a aquisição de um imóvel através de um contrato de crédito entre uma instituição financeira registada no Banco de Portugal e uma ou mais pessoas.

Quando a possibilidade de comprar casa a pronto pagamento está posta de lado, o crédito habitação assume-se como a verdadeira alternativa.

Em teoria, o crédito habitação responde a 4 finalidades:

1. Compra ou reabilitação de casa própria

2. Compra de habitação secundária e arrendamento

3. Compra de terrenos para construção de casa própria (uma solução que em breve será disponibilizada pelo Banco CTT)

4. Outras finalidades, como obras ou crédito complementar, em que o imóvel seja dado como garantia relativamente a outros créditos celebrados com a mesma entidade

Os requisitos de hoje são, na verdade, mais exigentes e, para ter sucesso no acesso ao crédito, à habitação, é preciso conhecer bem o processo. Se pretende ter acesso ao crédito habitação para realizar o sonho de ter casa própria, então, continue connosco e descubra neste artigo que há pequenos pormenores que vão fazer a diferença na hora de aceder ao Crédito Habitação.

Comece por anotar os rendimentos fixos individuais ou conjuntos, dependendo da sua situação, sendo que não deve considerar os rendimentos variáveis que resultam de situações pontuais, como comissões de vendas, prémios comerciais e de desempenho, entre outros. Procure também fazer um balanço das várias despesas: empréstimos e seguros mensais, mensalidades do cartão de crédito, telefone, supermercado, refeições, lazer, saúde, combustível/passe, vestuário, educação, etc… (não se esqueça de incluir um valor de poupança para imprevistos). Se no total as despesas forem superiores aos rendimentos, talvez seja melhor reconsiderar o pedido de empréstimo e concentrar-se em equilibrar as contas. Como o crédito que pretende é para a casa, deve considerar também as despesas inerentes, como impostos, eletricidade, água, gás, condomínio, seguros, decoração, eletrodomésticos, entre outras.

É lógico que os bancos cedam mais rapidamente empréstimos a pessoas com bom histórico de pagamentos. Por isso, se já tiver falhado pagamentos em empréstimos anteriores é natural que a instituição tenha algumas dúvidas se desta vez conseguirá fazer face ao novo crédito.

Outro indicativo que os bancos podem escolher para aferir se é bom pagador ou não é se tem um saldo na conta bancária várias vezes no negativo, pois tal pode indicar que é um cliente inconstante e que pode contrair dívidas acima das suas possibilidades. Como já vimos, isto pode suscitar desconfiança na instituição sobre se conseguirá pagar as prestações do empréstimo nos prazos acordados.

Gostou das nossas sugestões para ter acesso ao crédito habitação? Então, também vai gostar de saber que são dicas que podem, de facto, garantir o sucesso do seu pedido.

Escolha o crédito que melhor se adapte aos seus planos, pondere poupar dinheiro para dar uma entrada inicial mais atrativa (ajudando na obtenção de um melhor spread), pesquise o mercado e não esqueça de investir tempo nas simulações online – o nosso simulador de Crédito Habitação online vai ser o aliado que precisa para estar bem informado antes de entrar contacto connosco!